As úlceras por pressão são um problema de saúde pública, que exigem uma abordagem multidisciplinar. São uma grande causa de mortalidade e morbilidade, levando ao sofrimento e diminuição da qualidade de vida do indivíduo e dos seus cuidadores. 

As úlceras por pressão, são uma combinação de fatores intrínsecos e extrínsecos, sendo que a pressão é o fator extrínseco mais importante no desenvolvimento de úlceras por pressão. 

Úlceras por Pressão - Causas e Prevenção

Segundo a European Pressure Ulcer Advisory Panel (EPUAP, 2009), uma úlcera por pressão é uma lesão localizada na pele e/ou tecido subjacente, normalmente sobre uma proeminência óssea, em resultado da pressão ou de uma combinação entre esta e forças de cisalhamento. 

São vários os fatores que levam ao desenvolvimento de úlceras por pressão, sendo que ocorrem com maior frequência em pessoas que apresentem várias morbilidades como: imobilidade, pressão prolongada associada a fricção e forças de deslizamento, desnutrição, incontinência, pele idosa, doenças crónicas, alterações da consciência, degradações do estado físico e especialmente pessoas que se encontrem em fim de vida, ainda que recebam cuidados de qualidade.

Assim, para prevenir o aparecimento de úlceras por pressão, é necessário:

Desta forma, o enfermeiro tem um papel fundamental tanto na prevenção como no

tratamento das úlceras por pressão:

 

Maria Vaz - Enfermeira da DomusVi Dom Pedro V

Maria Vaz – Enfermeira da DomusVi Dom Pedro V